Buscar Espetáculos
Buscar Teatros
Informativo
Comentários
Escolas de teatro
Festivais de teatro
Quer receber informações exclusivas? Então cadastre-se aqui!

Seu nome:
Seu email:
 

Alterar cadastro

Remover cadastro
Quer conversar com alguém sobre teatro?

Digite seu nome e entre numa sala:

Você acha que uma peça pode melhorar a auto-estima do espectador?

Entre já

teatrochik / comentários


COMENTÁRIO DO ESPETÁCULO AMOR E RESTOS HUMANOS

Montagem do texto de Brad Fraser elege a solidão contemporânea como protagonista

O diretor Marco Antônio Pâmio utilizou o Espaço dos Satyros 1, uma hermética caixa preta, como uma espécie de aquário, em que podemos ver diversos personagens metropolitanos se debatendo em suas crises de carência afetiva.

Alex (Álvaro Franco) é o melhor amigo de David (Alexandre Cruz), que mora com Carla (Silvia Suzy). Ela se interessa por Raul (Lucas Valadares) e Joyce (Fernanda Raquel) ao mesmo tempo. Léo (Fábio Lucindo) trabalha com David num restaurante e acaba conhecendo sua amiga, a drag Benita (Fabiano Amigucci).

Esses personagens se embaralham como naquele antigo jogo infantil de suspense, Detetive. Um serial killer anda matando mulheres e colecionando seus brincos, fato que começa a causar pânico na cidade.

O autor usa a matança em série para comentar os relacionamentos amorosos modernos, deteriorados como os órgãos mutilados das vítimas. Para Fraser, não existe amor no novo milênio, muito menos inocência. Esse olhar melancólico atravessa cada diálogo do espetáculo, que incomoda por causa da ausência de esperança.

O sombrio panorama traçado pelo dramaturgo canadense é encenado com competência pelo diretor, que optou pelo minimalismo, obtendo bons resultados. O elenco, saído da EAD (ECA-USP), trabalha harmoniosamente, demonstrando fina sintonia, generosidade e comunhão.

A atmosfera pesada de AMOR E RESTOS HUMANOS cumpre seu papel, que é mostrar uma radiografia honesta das relações afetivas atuais: confusas, desesperadas e aleatórias.

Alberto Nishitani

Este espetáculo já saiu de cartaz
O Pai

O marido da minha mulher
APOIOPATROCÍNIOAPOIO
homeestréiasespetáculosteatrosingressosentrevistasgaleriahistóriacomentárioscadastros
contato | política de privacidade | nota legal
 
Copyright © TeatroChik - Tudo sobre o teatro brasileiro